CONFIRA O PROGRAMA BOM GESTOR PÚBLICO SOBRE ESSE PROJETO:

 

Projeto conta com uma coleção de mais de 600 peças excepcionalmente preservadas, entre fósseis de pterossauros, plantas fósseis e o primeiro dinossauro do Paraná

A cidade de Cruzeiro do Oeste tornou-se conhecida no meio paleontológico a partir da descoberta de uma população de pterossauros em 2012. No ano de 2014 veio a descoberta do primeiro pterossauro paranaense, o Caiuajara dobruskii, repercutida em todo o Brasil. Desde então, a prefeitura da cidade vem tomando medidas para garantir a proteção e preservação deste patrimônio.

Prefeita de Cruzeiro do Oeste, Helena Bertoco, historiadora Neurides Martins e secretária de Educação, Onilda Barbosa

Para isso, além de acompanhar as escavações realizadas pela Universidade do Contestado, de Mafra (SC), providenciou-se um laboratório de paleontologia, que foi vinculado ao já existente museu histórico. A instalação do laboratório possibilitou a descoberta do primeiro dinossauro do estado do Paraná, o Vespersaurus paranaensis.

Do latim Vesper – oeste, e saurus – lagarto, o fóssil encontrado corresponde a uma espécie de dinossauro terópode cujos representantes viveram há cerca de 90 milhões de anos. Ele media, aproximadamente, 80 cm de altura e 1,6 m de comprimento. Era bípede e apresentava dieta carnívora, predando pequenos animais.

Desde a descoberta do material, a prefeitura prosseguiu fechando acordos com instituições de ensino superior de todo o Brasil, como a Universidade Estadual de Maringá (UEM) e a Universidade de São Paulo (USP), responsável pelo artigo científico que descreveu o dinossauro paranaense para todo o mundo.

Com a entrada de Cruzeiro do Oeste no mapa da paleontologia mundial, em 2019, o Museu de Paleontologia municipal foi criado e inaugurado. Desde então o espaço tem sido fundamental nos estudos e pesquisas referentes aos fósseis de dinossauros no Brasil. A criação do museu também contribuiu para o turismo da região. De julho de 2019 a março de 2020 foram aproximadamente cinco mil visitantes.

Os bons resultados garantiram ao projeto o Certificado de Reconhecimento do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) em 2019 e 2020, uma das premiações mais importantes do segmento no país. Mais informações sobre esse projeto e sobre outras iniciativas premiadas no PGP-PR, você encontra no nosso Banco de Projetos.

Relacionados

30 DE ABRIL DE 2021

Cianorte oferece materiais de construção para famílias carentes

Projeto Minha Casa Melhor contribui para que munícipes de baixa renda que já tenham um...

16 DE ABRIL DE 2021

Projeto desenvolve oralidade e criatividade em alunos de Cascavel

Contador de Histórias estimula a confiança e incentiva a prática da leitura entre as...

9 DE ABRIL DE 2021

Projeto acaba com “lixões” em comunidades rurais de Altamira do Paraná

Coleta Seletiva Rural atingiu toda a área agrária, promovendo a conscientização dos...

2 DE ABRIL DE 2021

Campo Mourão incentiva a prática de esportes por meio de videoaulas

Campo Mourão + Ativa inseriu na rotina dos munícipes a prática de esportes e reduziu a...

26 DE MARçO DE 2021

Projeto incentiva práticas culturais para população de Apucarana

Escola de Artes Luzes da Ribalta leva formação cultural gratuita, ensinando danças...

19 DE MARçO DE 2021

Cafelândia dá crédito e facilita formalização de novos empreendedores

Espaço do Empreendedor Social oferece consultorias, processos de desburocratização e...