CONFIRA O PROGRAMA BOM GESTOR PÚBLICO SOBRE ESSE PROJETO:

 

Campo Mourão + Ativa inseriu na rotina dos munícipes a prática de esportes e reduziu a utilização de medicamentos para hipertensão

O sedentarismo é um dos principais fatores que contribuem para o surgimento de doenças crônicas, como a hipertensão e o diabetes. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 20% da população adulta mundial é sedentária. Foi para melhorar o cenário local e a vida da população que a Prefeitura de Campo Mourão, no Centro Ocidental do Paraná, desenvolveu o programa Campo Mourão + Ativa.

Equipe responsável pelo Campo Mourão + Ativa

A gestão municipal criou em 2015 o projeto piloto Viva Mais, que conscientizava os jovens da cidade sobre a necessidade de hábitos saudáveis e prática de esportes. Com o sucesso do projeto, a prefeitura expandiu e criou em 2017 o Campo Mourão + Ativa, atendendo todas as faixas etárias. As atividades são desenvolvidas em diversos grupos, como Academia da Terceira Idade do Corpo de Bombeiros, Adolescente + Ativo, Escola + Ativa, Grupo de Condicionamento Físico + Ativo, Mulher + Ativa, Servidor + Ativo e Terceira Idade em Ação.

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus, as atividades, que antes eram feitas somente presencialmente, tiveram que ser adaptadas para o meio digital. Foram gravadas videoaulas e encaminhadas para as turmas por meio do WhatsApp. Entretanto, a equipe verificou a necessidade de ir além, atingindo mais pessoas dentro e fora de Campo Mourão. Foi então que a equipe criou um canal no Youtube, ampliando o alcance do projeto.

A iniciativa é realizada pela Fundação de Esportes de Campo Mourão, da Secretaria Especial de Esportes, Recreação e Lazer. Além das práticas esportivas, são realizados eventos como a Semana da Qualidade de Vida e palestras profissionais. O projeto também oferece, por meio de parceria com instituições de ensino, tratamento psicológico para pessoas com depressão.

Os custos do projeto já são previstos no orçamento do município. Entre os principais benefícios estão a melhora na qualidade de vida dos moradores, diminuição na ingestão de medicamentos contínuos (5% das pessoas que tomavam remédios para hipertensão deixaram de fazer uso) e encaminhamento de pessoas com depressão para tratamento.

Os bons resultados garantiram a iniciativa o Certificado de Reconhecimento do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2018 e 2019. Pela inovação na pandemia e novos resultados, o projeto recebeu o Troféu PGP-PR em 2020.

Mais informações sobre esse projeto e sobre outras iniciativas premiadas no PGP-PR, você encontra no nosso Banco de Projetos.

Relacionados

30 DE ABRIL DE 2021

Cianorte oferece materiais de construção para famílias carentes

Projeto Minha Casa Melhor contribui para que munícipes de baixa renda que já tenham um...

23 DE ABRIL DE 2021

Cruzeiro do Oeste cria museu para expor fósseis de dinossauros e pterossauros

Projeto conta com uma coleção de mais de 600 peças excepcionalmente preservadas, entre...

16 DE ABRIL DE 2021

Projeto desenvolve oralidade e criatividade em alunos de Cascavel

Contador de Histórias estimula a confiança e incentiva a prática da leitura entre as...

9 DE ABRIL DE 2021

Projeto acaba com “lixões” em comunidades rurais de Altamira do Paraná

Coleta Seletiva Rural atingiu toda a área agrária, promovendo a conscientização dos...

26 DE MARçO DE 2021

Projeto incentiva práticas culturais para população de Apucarana

Escola de Artes Luzes da Ribalta leva formação cultural gratuita, ensinando danças...

19 DE MARçO DE 2021

Cafelândia dá crédito e facilita formalização de novos empreendedores

Espaço do Empreendedor Social oferece consultorias, processos de desburocratização e...