CONFIRA O PROGRAMA BOM GESTOR PÚBLICO SOBRE ESSE PROJETO:

Porto Seguro oferece atividades diferenciadas nas áreas de esporte, artes, cultura e lazer, além de auxílio para confecção de documentos para os estudantes entre 6 e 17 anos

A redução da desigualdade social é uma questão urgente em nosso país. Um dos passos para que isso aconteça é criamos as condições necessárias para um desenvolvimento igual das camadas mais ricas e pobres da população, com equidade de oportunidades, sobretudo para a juventude. Pensando nisso, a Prefeitura de Guaratuba, no Litoral do Paraná, desenvolveu o projeto Porto Seguro.

Prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, recebe o Certificado de Reconhecimento pelo projeto Porto Seguro

Guaratuba possui uma elevada demanda de crianças e adolescentes advindas de famílias em situação de vulnerabilidade, uma vez que 17% da população da cidade (cerca de 2.250 famílias) são beneficiárias do programa Bolsa Família, do Governo Federal. Desse total, cerca de 160 crianças e adolescentes, entre 6 e 17 anos, estão inseridas em um contexto de vulnerabilidade social. São elas o foco do projeto.

Para atender essas crianças e adolescentes, a Secretaria do Bem-estar e Promoção Social desenvolveu o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Porto Seguro, em que são oferecidas atividades no contraturno escolar, como vivências culturais, esportivas, musicais, além de auxílio na obtenção de documentos (RG, CPF e Carteira de Trabalho). Em cada turno são oferecidas duas refeições: café da manhã e almoço para a turma da manhã e almoço e lanche para a turma da tarde. As atividades são realizadas das 8 às 17 horas. As turmas são definidas de acordo com a faixa etária, com atividades de interesse dos alunos, que podem também escolher atividades específicas, emitir sugestões e opiniões sobre o trabalho desenvolvido.

A iniciativa está inserida no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que foi reordenado em 2013. Para realização das atividades, o projeto conta com verbas do Governo Federal e de recursos livres do município, a um custo mensal de cerca de R$ 50 mil, divididos entre salário, alimentação, limpeza, materiais de escritório e pagamento de energia elétrica e água.

Com a finalidade de reduzir a vulnerabilidade social, o projeto Porto Seguro reduziu a evasão escolar e a insegurança alimentar, além de ser um complemento nas ações da família e da comunidade na proteção e no desenvolvimento de crianças e adolescentes, fortalecendo os vínculos familiares e sociais. Também ampliou o leque de vivências culturais, esportivas, musicais, entre outras. Os bons resultados garantiram ao projeto o Certificado de Reconhecimento do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2019, uma das premiações mais importantes desse segmento no país.

Mais informações sobre esse projeto e sobre outras iniciativas premiadas no PGP-PR, você encontra no nosso Banco de Projetos.

Relacionados

15 DE JANEIRO DE 2021

Curitiba promove a participação popular nas decisões do orçamento

Fala Curitiba: Programa de Consulta Pública Municipal inovou no atendimento à...

8 DE JANEIRO DE 2021

Colombo gera renda, melhora o meio ambiente e a saúde de moradores

Coleta Verde realiza a troca de materiais recicláveis por hortaliças produzidas por...

18 DE DEZEMBRO DE 2020

Colombo proporciona que moradores participem de decisões da saúde

Participação Popular no Planejamento Municipal de Saúde fez com que a população...

11 DE DEZEMBRO DE 2020

Cascavel auxilia na aprendizagem de crianças com deficiências

Aprender Digital atende alunos de 7 a 10 anos da rede municipal de ensino com...

4 DE DEZEMBRO DE 2020

Maringá promove participação de startups na solução de problemas

Edital de Inovação Para Fomento de Startups estimula o desenvolvimento de ideias...

27 DE NOVEMBRO DE 2020

Apucarana oferece residência médica em dermatologia e zera fila de consultas na área

Ambulatório de Especialidades Dermatológicas resolveu o problema da falta de...