CONFIRA O PROGRAMA BOM GESTOR PÚBLICO SOBRE ESSE PROJETO:

 

Planejamento Ecológico do Arroio Olarias fiscalizou moradias, promoveu a regularização do tratamento de esgoto e recuperou áreas que estavam degradadas pela ação humana

Com o crescimento da população de modo acelerado no século XX, muitas cidades acabaram por não conseguirem se desenvolver de forma adequada. Com isso, a ocupação do solo ocorreu de forma irregular, principalmente em áreas próximas de rios ou então mais distantes das áreas centrais. Uma das consequências desse processo são as enchentes, muitas vezes causadas pela ação humana, por meio da poluição. Para resolver esse problema histórico, a gestão municipal de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, desenvolveu o projeto de Planejamento Ecológico do Arroio Olarias.

Prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, recebe o Troféu PGP-PR pelo projeto de Planejamento Ecológico do Arroio Olarias

Com o aumento da impermeabilização das vias públicas e avanço demográfico e construções, houve um aumento significativo de grandes volumes de água na superfície, já que a sua velocidade de percurso diminuía o tempo de queda nos arroios. O Núcleo de Estudos em Meio Ambiente da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Nucleam) criou então um projeto, em que seriam contemplados um complexo ambiental na forma de lagos, buscando o controle das cheias e evitando enchentes, além de promover uma área de lazer para os munícipes.

Para que a iniciativa desse certo, a gestão municipal precisou desocupar as áreas de invasão no entorno do lago. O lago passou por uma limpeza, já que estava poluído com resíduos sólidos e esgoto, o que resultou na vistoria de mais de 15 mil domicílios para a regularizar a destinação do esgotamento. A prefeitura investiu na educação ambiental com os moradores e comércios da região, buscando manter os serviços realizados. O projeto do Arroio Olarias teve recursos da gestão municipal, Caixa Econômica Federal, Compensação Ambiental da Klabin, Agência Reguladora de Águas e Paranacidade.

Graças ao projeto, o local está sendo recuperado, com controle dos níveis de poluição nas áreas de entorno do lago. Foram implantadas ciclovias e áreas de lazer, proporcionando melhora na qualidade de vida dos moradores. O sistema viário também passou por alterações: foram criadas novas conexões, facilitação de acessos e integração a esses. Uma Área de Proteção Ambiental também está inserida no projeto, criando o Parque Natural Municipal de Olarias. Os bons resultados garantiram à iniciativa o Troféu Tema do Ano do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2017, uma das premiações mais importantes desse segmento no país.

Mais informações sobre esse projeto e sobre outras iniciativas premiadas no PGP-PR, você encontra no nosso Banco de Projetos.

Relacionados

13 DE NOVEMBRO DE 2020

Moradores participam ativamente da gestão pública em Cascavel

Os voluntários do Território Cidadão - Cascavel Desenvolvimento Territorial repassam...

6 DE NOVEMBRO DE 2020

São Jorge do Ivaí combate pragas em plantações e aumenta renda dos produtores

Monitoramento de Doenças e Parasitismo em Percevejos nas Culturas Soja e Milho fez com...

30 DE OUTUBRO DE 2020

Araucária melhora educação com formação continuada para professores

Psicomotricidade e Afetividade: O Comprometimento Afetivo no Fazer Pedagógico –...

16 DE OUTUBRO DE 2020

Guaíra investe em tecnologia da informação e amplia atendimento do SUS

Projeto Saúde Digital investiu em equipamentos novos de informática e atualização de...

9 DE OUTUBRO DE 2020

Santana do Itararé aumenta produção de leite e combate êxodo rural

Programa de Inseminação Artificial melhorou a genética do gado e aumentou a renda dos...

2 DE OUTUBRO DE 2020

Paranavaí investe em tecnologia para gestão da malha asfáltica

GeMap mapeou as ruas da cidade, auxilia na gestão do asfalto e na decisão racional dos...